Governo autoriza aumento do preço das loterias da Caixa; Mega-Sena custará R$ 4,50

De acordo com a portaria, a cobrança de novo preço somente poderá a ser feita após divulgação ostensiva nos veículos de comunicação e na internet.

31/10/19 – 10h28

O Ministério da Economia autorizou a Caixa Econômica Federal a reajustar em até 66,6%, a partir de 1º de Janeiro de 2020, os preços de suas loterias, conforme portaria nº 8.061, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (31).

A Mega-Sena, cuja a aposta simples, com seis dezenas marcadas, o apostador paga atualmente R$ 3,50, passará para R$ 4,50.

A loteria Dia de Sorte é a única que não traz mudanças nos preços e segue com a aposta mínima a partir de R$ 2,00.

LOTERIAS ANTES DEPOIS REAJUSTE
Mega-Sena (aposta mínima) R$ 3,50 R$ 4,50 28,57%
Dupla-Sena (aposta mínima) R$ 2,00 R$ 2,50 25%
Lotofácil (aposta mínima) R$ 2,00 R$ 2,50 25%
Lotomania (aposta mínima) R$ 1,50 R$ 2,50 66,66%
Quina (aposta mínima) R$ 1,50 R$ 2,00 33,33%
Loteca (aposta mínima) R$ 2,00 R$ 3,00 50%
Lotogol (aposta mínima) R$ 1,00 R$ 1,50 50%
Timemania (aposta mínima) R$ 2,00 R$ 3,00 50%

De acordo com a portaria, a cobrança de novo preço somente poderá a ser feita após divulgação ostensiva nos veículos de comunicação do País e também pela internet, com antecedência mínima de três dias úteis da data de início da cobrança.

REAJUSTE OCORRERÁ TODO ANO

O reajuste das loterias é uma demanda da Caixa desde que o economista Pedro Guimarães assumiu a presidência da instituição.

“Quando tivemos reunião em julho, com o presidente da República, (Jair Bolsonaro), tínhamos seis pautas. Já realizamos cinco delas e hoje acabamos de realizar a sexta, que é a autorização para o reajuste, que estava atrasado, e mais do que isso autorização de ajuste anual”, afirmou Guimarães.

 

Diário do Nordeste

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *