Prédios com maior risco de desabamento serão vistoriados em Fortaleza, diz Ministério Público

Grupo de trabalho vai criar um ranking com lista dos edifícios em situação mais grave, de acordo com o nível de risco.

22/10/19 – 09h00

Uma força-tarefa para vistoriar prédios com maior risco de desabamento em Fortaleza será criada a partir de um grupo de trabalho envolvendo vários órgãos de fiscalização. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (21), durante uma reunião com representantes do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), da Prefeitura de Fortaleza e da Justiça Estadual. O encontro aconteceu quase uma semana depois da tragédia do Edifício Andrea, que deixou nove mortos e sete feridos, no bairro Dionísio Torres.

Será feito um levantamento a partir do qual se definirá uma lista dos prédios com problemas estruturais. Com os dados, as equipes produzirão um ranking dos prédios em situação mais grave, de acordo com o nível de risco. A partir daí, serão cobrados a regularização da inspeção predial e as correções estruturais necessárias.

O grupo de trabalho para fazer o diagnóstico da situação dos prédios da cidade vai contar com a participação do Ministério Público do Estado do Ceará, Prefeitura de Fortaleza, Corpo de Bombeiros, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea), Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) e outros órgãos.

O plano e as atribuições de cada órgão na força-tarefa será estabelecido no prazo de até 15 dias, quando será realizado o primeiro encontro do grupo de trabalho. Para o procurador Plácido Rios, as ações têm como objetivo prevenir outras tragédias na capital. “Estamos aqui para ver a dimensão do problema e definir formas e etapas de atuação, dentro da responsabilidade legal de cada órgão. O passo inicial é reduzir o risco e evitar que novas tragédias aconteçam”, explicou.

 

Diário do Nordeste

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *