Ala da UPA do Conjunto Ceará é interditada após notificação de dois casos suspeitos de sarampo

As doses de sarampo recebidas pela Secretaria da Saúde do Ceará já foram repassadas para o Município, que trabalha na distribuição para as unidades de saúde.

04/09/19 – 08h21

Sobe de nove para 11 o número de casos suspeitos de sarampo no Ceará. Na manhã da última terça-feira, 3, uma ala da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Conjunto Ceará foi interditada após a notificação de dois casos suspeitos de sarampo. De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa), os casos estão em investigação epidemiológica e ainda não devem ser considerados confirmados. “É importante destacar que todas as medidas de saúde pública foram implementadas”, ressaltou, em nota, a secretaria.

A população do bairro está apreensiva com situação desde o início da manhã. A incerteza do que realmente estava acontecendo fez surgir vários boatos nos grupos de WhatsApp da região. Algumas falavam, inclusive, que os casos já teriam sido confirmados como sarampo. O Ceará têm apenas um caso de sarampo confirmado, registrado no último dia 23 de agosto.O Estado não apresentava relatos da doença desde 2015, quando houve um caso em julho daquele ano.

O Ministério da Saúde começou a enviar na semana passada mais de 71 mil doses extras da vacina tríplice viral ao Ceará, que também atua contra o sarampo. De acordo com a Sesa, as doses recebidas foram repassadas à Secretaria Municipal da Saúde (SMS), que trabalha na distribuição para as unidades básicas de saúde de Fortaleza.

Leia a íntegra da nota da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa):

A Secretaria da Saúde do Ceará confirma a notificação de dois casos suspeitos de sarampo Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Conjunto Ceará, nesta manhã de terça-feira, 3 de setembro. É importante destacar que todas as medidas de saúde pública foram implementadas. Os referidos casos seguem em investigação epidemiológica e ainda não devem ser considerados confirmados.

 

O Povo Online

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *