Governo de MG dá 3 anos para eliminação das 50 barragens como as de Brumadinho e Mariana

Por determinação da Secretaria de Meio Ambiente, estruturas deverão deixar de realizar contenção de rejeitos, e ser destinadas a outra finalidade.

31/01/19 – 12:07

A Secretaria de Meio Ambiente de Minas Gerais determinou, na quarta-feira (30), que sejam descaracterizadas as barragens construídas no estado pelo método de alteamento a montante – o mesmo usado nas barragens responsáveis pelas tragédias de Brumadinho e Mariana. Embora seja bastante comum e mais barato, ele é considerado menos seguro por especialistas, em razão dos riscos de acidentes.

Em resolução publicada no Diário Oficial, o órgão determina que as empresas responsáveis terão 360 dias para apresentar a tecnologia a ser adotada e o plano de trabalho com cronograma. A partir daí, terão dois anos para implantar essa nova tecnologia.

Pela determinação, as estruturas deverão deixar de possuir características de barragem, ou seja, deixar de realizar contenção de rejeitos, sendo destinadas a outra finalidade.

Ainda de acordo com a Secretaria, existem atualmente 50 barragens por alteamento a montante no estado, além da que rompeu em Brumadinho. Entre elas, 27 estão em operação, e 22 paralisadas.

Em todo o país, até o momento não foi divulgado um número oficial de barragens deste tipo. Procurada pelo G1, a Agência de Nacional de Mineração (ANM) informou que deve publicar ainda nesta quinta-feira em seu site levantamento nacional sobre barragens de alteamento a montante.

Barragem em Brumadinho utilizava o método de alteamento por montante — Foto: Karina Almeida e Alexandre Mauro/G1
Barragem em Brumadinho utilizava o método de alteamento por montante — Foto: Karina Almeida e Alexandre Mauro/G1

Saiba onde estão as barragens:

  • Ouro Preto: 10
  • Itabira: 8
  • Itatiaiuçu: 6
  • Itabirito: 4
  • Nova Lima: 4
  • Brumadinho: 3
  • Rio Acima: 3
  • Igarapé: 2
  • Mariana: 2
  • Nazareno: 2
  • Barão de Cocais: 1
  • Caeté: 1
  • Congonhas: 1
  • Fortaleza de Minas: 1
  • Itapecerica: 1
  • São Tiago: 1
Fonte: G1
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *